SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Vergonha! Filho assume a sua heterossexualidade em plena mesa do café da manhã e envergonha os pais!

Vi no Facebook. 
Eliandro Ramos é genial, meus caros, genial.

O Ornitorrinco pede a palavra para dizer que o vídeo é chocante, brutal mesmo e é prova robusta de que está em curso uma ofensiva da minoria heterossexual para impor-nos seus valores degradados e abomináveis que ameaçam nossas famílias e mesmo nosso modo de vida cristão e ocidental. Sim, é preciso ter coragem para dizer que o heterossexualismo é uma evidente aberração e uma afronta direta às leis de Deus. Afinal, se o Supremo Criador aprovasse que homens e mulheres deitassem juntos e procriassem, teria permitido que Maria, a Doce e Santa Mãe de Deus e seu próprio marido, o carpinteiro José, concebessem Jesus para nossa redenção e salvação. Não, o Todo-Poderoso foi claro, e isto está na Bíblia, que é a Própria Palavra de Deus: Maria foi fecundada pelo Espírito Santo. Deus não quer homens e mulheres em degradação sexual e, esta é a verdade que liberta, e o Senhor abomina a luxúria heterossexual. Mas nem tudo está perdido: o nobre Deputado Jean Wyllys está lá no Congresso Nacional para defender os valores da família LGBT tradicional - e amplamente majoritária na sociedade brasileira - contra a pecaminosa ofensiva da ditadura da minoria heterossexual que nos ameaça a todos. Ó glória, ó menezes, aleluia! Lutemos todos nós, da maioria LGBT, contra a ditadura da minoria heterossexual!

2 comentários:

zcarlos disse...

Isso é coisa que se faça em pleno café matinal? tsc, tsc, tsc
Lastimável!
Se fosse durante um churrasco ou barreado...

DiAfonso disse...

Cumpadi Paulo Cequinel,

Excelente post!

As pessoas não se medem por sua orientação sexual [um direito inalienável, pessoal e intransferível], mas por seu caráter, sua dignidade e por seu respeito ao outro. Isso, sim, é uma bandeira de todos nós: héteros e homossexuais.

Grande abraço!