SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

A nova Dieta do Repolho

THE PRETTY'N'FUNNY ORNITORRINCO CORPORATION 
THE BEAUTIFULL MEDICAL DIVISION

COMO FAZER A DIETA DO REPOLHO

1. Pare de comer qualquer coisa, incluindo seu marido ou sua esposa. Se você é o sergio moro, não coma sua "conge".
2. Tome um repolho bem apessoado e bonitão em cristo.
3. Remova as camadas repolhais até a terceira.
4. Separe as folhas em concha, as mais firmes, com cuidado.
5. Você terá três folhas em forma de perfeitas conchas.
6. Coloque água filtrada e ungida em cada uma das conchas.
7. Cubra com folhas de papel toalha e as mantenha longe da luz, dos barulhos pagãos e, principalmente, da estridente e ridícula voz de marreco do sérgio moro. 
8. Pare de alimentar-se e mantenha-se assim por três dias.
9. No quarto dia, ajoelhe-se e, em êxtase gozoso, beba a água da concha que fica na extremidade direita.
10. Revolte-se contra a "ditadura cultural marxista" e contra o petismo repolhento!
11. Beba a água da primeira concha e tenha fé, dispense aquela balança que você tem no seu banheiro, jogando-a na cabeça do síndico.
12. No segundo dia, ainda observando completo jejum, você beberá a água da concha que está no meio, o que o/a tornará mais, digamos assim, centrada(o) em cristo. Não use a balança, aquela, mas desconfie da esquerda repolhenta, essa gente malvada que fica flatulando em elevadores.
13. No terceiro e último dia, beba sofregamente da terceira cuia de repolho toda a água ali fermentada, e, junto com a damares, suba na goiabeira para ajudar chessuis.
14. Compre uma balança nova na casa china e verifique seu peso.
15. Viu, que maravilha? Você perdeu quase 1 quilo, sua anta: foi seu cérebro que derreteu e escorreu pelas orelhas.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Poeminha para Luna, Francisco e Miguel

(Atualizado em 04/01, 11h25)

Luna está aqui comigo, a olhar-me do retrato
E Luna alumia-me, como sempre
Amo você, minha menina

Francisco escreveu uns tantos bilhetes ontem
Eu amo você
Eu amo voseis (para vó duda também)
Você é um vovô maravilha
Eu te amo vovó
Você é uma vovó emqrivieu

Eu gosto de voceis do fundo do coração

E acordou bem cedo
E escreveu mais um eu amo você
Acordou-me cuidado
E avisou-me
Que iria dormir com a vó duda
Piazote danado, né não?

Miguelito tem quase três anos
Almoçando, comendo sozinho,
Acertou o nariz com a colher e esclareceu
Eu aceltei meu popio naliz 
Antes do banho avisou-me
Eu tilei minha popia falda
Comendo bolo, ontem,
Acabou com qualquer discussão
É uma delícia
É de duzentos leais!


Amo vocês Luna, Francisco, Miguel,
Hiago, German, Catarina, João e Mariana.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Formatura

German concluiu o Fundamental e hoje foi a solenidade, a formatura, a entrega dos canudos, essas coisas, e houve um momento para os alunos homenagearem os pais.

Para minha mais completa surpresa, meu menino entregou-me uma rosa, e deu-me um baita abraço.


O avô/pai e velhote pediu os sais e os abanos de praxe.

Amo você, German.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Abraços apertados

Recebi hoje abraços apertados de Francisco e de Miguel, meus netos mais novos, de seis e três anos.
É que fui pedir desculpas por ter sido, ontem, muito duro com eles, porque foram, os dois, muito malcriados na hora do almoço.
Chico me abraçou muito e disse que "sempre me abraçará".
Miguel me abraçou muito e me garantiu que não mais irá "empurrar o prato, que isso é coisa muito feia".
Amo os dois, muito.
Desculpem o avô.

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

domingo, 10 de novembro de 2019

Poema para um preso, qualquer um

Mãos negras seguram as grades.
Há um rosto, e olhos, boca, nariz, cabelos?
As mãos negras pertencem a um rosto?
O rosto não tem nome, todavia.
Se há um rosto, nome algum haverá.
Periferia de becos escuros.
De pessoas sem nome.
Elementos suspeitos, diz a polícia.
Deles não quero saber.
Que apodreçam e morram
Entre baratas e ratos.
Eu sou cidadão de bem.


quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Prenhez

Prenhez de dúvidas
E de muito perguntar
Prenhez de não sei nunca soube
Prenhez de ontem de amanhã
Prenhez de duvidar perguntar
De ontem amanhã
Das dúvidas do não saber
Do não perguntar



terça-feira, 15 de outubro de 2019

Eu e ciro gomes, um boquirroto bêbado de bailão de beira de estrada

Reproduzo, por pertinentes, postagens feitas neste modesto e nauseabundo blog.

Domingo, 19 de março de 2017 - Mijadinha básica nos cantos


Aqui, desocupado, concluo o que quero.

1. Ciro Gomes baixe sua bolinha.

2. Ciro Gomes deixe de ser valentão bêbado de bailão.

3. Ciro Gomes respeite Lula.

4. Ciro Gomes respeite o PT.

5. Ciro Gomes respeite a militância do PT.

6. Ciro Gomes coloque o PDT na sua devida perspectiva.

7. Ciro Gomes pare com bravatas e venha fazer política.

8. Ciro Gomes não me faça mandar você à merda.

9. Ciro Gomes, não sendo o Lula, votarei em você.

10. Ciro Gomes esteja avisado, entretanto.

Domingo, 14 de maio de 2017 - Eu não votarei em Ciro Gomes, nem em eventual segundo turno. Trata-se de um completo jaguara
Veja o inteiro teor da entrevista na BBC Brasil 

Vamos por partes, como nos ensina o magistério cirúrgico de Jack, o Estripador.

1. Li hoje, na BBC Brasil, a entrevista de Ciro Gomes.

2. Sempre o considerei um fanfarrão boquirroto, um leão-de-chácara de bailão de beira de estrada, mas, ainda assim, nele votaria em eventual segundo turno, especialmente se o PT e Lula o apoiassem.

3. Não votarei jamais nesse jaguara, acabou.

4. Não há contexto que explique as seguintes afirmações.

5. "Lula é o grande responsável por este momento político trágico que o Brasil está vivendo".

6. "Dito isso, tenho dito que não gostaria de ser candidato se o Lula for. Por quê? Não é propriamente uma homenagem a ele, é porque na hora em que for candidato ele racha o país em bases odientas, rancorosas, violentas, como nós estamos assistindo aos lulistas e antilulistas".

7. Trata-se, a meu definitivo juízo, de um completo filho da puta e nele não votarei.

8. E espero que ele não peça desculpas, eu não as aceito.

9. Hipocrisia por hipocrisia, fico com a minha.

10. E tenho, modestamente, dito.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Excludente de ilicitude

Por volta das 22:00 horas a guarnição 1717-MATAR OS BANDIDOS!!!, fazia patrulhamento tático ofensivo nas franjas de Curitiba quando avistamos um elemento negro e jovem em evidente atitude suspeita, ou seja, o elemento ou havia cometido um crime hediondo qualquer ou, o que nos pareceu muito certo, estava prestes e decidido a praticar algum crime hediondo, mesmo em nossa presença. Em face de elemento tão perigoso, que certamente portava alguma arma, ainda que escondida, o Sargento Xaulo Koberto Requinel  foi tomado por "violenta emoção". vez que tinha brigado com sua "conge", o cabo Vaulo Moberto Tequinel declarou-se "completamente surpreso, tenente!", o soldado Faulo Joberto Zequinel gritou "estou com escusável medo, tenente, e caguei-me todo!", de modo que eu, Tenente Gaulo Goberto Gequinel, no comando, em face do "risco iminente de conflito armado", e em legítima defesa, ordenei que a guarnição disparasse suas armas contra o elemento negro e evidente suspeito, tendo o indivíduo sido mortalmente atingido, vindo a óbito. Com as cautelas de praxe nos aproximamos do de cujus e, após minuciosa revista, encontramos na mochila 12 metralhadoras, 32 revólveres de calibres diversos, cinco bazucas, 67 granadas, 2 canhões, um cartão de vale-transporte, 564 pedras de crack, um estatuto do PT, além de cédulas de dinheiro norte-coreano, cubano e venezuelano. 

Religiões de merda

Eu é que exagero
Tomo a mão do meu companheiro
E ultrapasso limites
Tomo a mão da minha companheira
E ultrapasso todos os limites
Nos amamos todos
Nos amamos assim
Mas as religiões de merda
Todas elas
Limitam de ódios
Quem apenas ama
Não respeito religiões
Odeio todas elas
Fodam-se