SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

domingo, 2 de setembro de 2012

Os crente pira, meus amigos, minhas amigas: jesuíss, onde vai para a família Fernandes do Nascimento Cequinel?

Este blog tem cerca de 9 leitores diários segundo o último censo do IBGE, incluindo aí o filho da Munira Peluso, Napô Júnior.

Quem, desavisadamente, frequenta estes ermos sabe que a luta pelos direitos do povo LGBTT é parte da nossa grade de programação, como diria aquele executivo filho-da-puta de uma TV filha-da-puta qualquer.

Assim, já viram aqui um monte de postagens relacionadas ao tema (aquiaqui e aqui) e, em muitas delas, sempre falo do meu dever de defender meu filho Jean que, aos 18 anos, vive sua sexualidade de forma aberta e pública até porque, enfatizo mais uma vez, não tem do que envergonhar-se.

Pois hoje quero dividir com vocês uma bela e alvissareira notícia. Vejam que legal.

Nayre, mãe de German, meu inoxidável neto (inúmeras postagens falam dele, veja aqui e aqui), é filha de minha mulher Sonia, e mora aqui com a gente, e está namorando, meninos e meninas, e está feliz, muito feliz.

Nayre está namorando a Ana Pérola - que lindo nome! - que ainda não conheço e que mora em Floripa. 

"Que horror, ó, que horror, onde a família Fernandes do Nascimento Cequinel vai parar?", bradarão ao céus os cristãos em frenesi religioso, abanando meias, toalhinhas, fronhas abençoadas e fotos ungidas de padrecos enganadores de boa estampa e suas insuportáveis músicas de gospel gosmento, e proclamarão, em fúria: "Ó, é Sodoma, é Gomorra! O fogo misericordioso da justiça divina haverá de queimar esta família abominável, o sangue de jessuis tem poder!"

O sangue de jesssuis tem poder porra nenhuma, bando de atrasados obtusos.
 

Amar é que nos torna poderosos, amar nos redime, amar nos faz menos imperfeitos.

Nossa família, por certo, não é melhor que nenhuma outra, e temos aqui nossos problemas, nossas dúvidas, cometemos nossos erros e trocamos nossas caneladas.  

Mas amamos: seja bem vinda, Ana Pérola. 

Vocês, que pena, odeiam! 

Búúúúú´ pra vocês todos.

2 comentários:

Cosmunicando disse...

que texto bonito, humano e cheio de amor.
amor de verdade, sem demagogia, amor que dá canelada, amor pelo amor dos outros.
parabéns pelo seu blog, pela sua família, e pela celebração da vida!
abraço,
mercedes.

Ana Pérola Pacheco disse...

Paulo,

na época em que você fez este texto e me fez sorrir de carinho e respeito, eu não tive muita reação, não - confesso. Mas agora, depois de tê-lo conhecido, e agora ter-te carinho, por você e todos da Família, volto eu aqui para te agradecer e dizer que eu mando qualquer um se foder se nos ofender!

E que incomodemos muito mais ainda! Eu quero é rir pra caralho do poder do sangue de Jesus!