SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

sábado, 12 de julho de 2014

Déborah Cattani: "Tenho vergonha do meu passaporte israelense e tenho vergonha dessa cidadania"

Copiei as imagens daqui




Copiei de Deborah Cattani

Sou judia. Já morei em Israel. Já morei a 15 minutos da Faixa de Gaza. Mas cresci boa parte da vida no Brasil, distante do conflito. Tive uma educação judaica até os 15 anos. Sou filha de professora e obviamente, como jornalista, não sou alienada. Não consigo entender essa guerra, que é tão próxima e tão irreal. O que exatamente os não-judeus nos fizeram para termos tanto ódio? Chamo assim, pois o estado de Israel é um estado JUDEU e não aceita outras religiões, salvo em Jerusalém, que pasmem, é uma cidade laica. Não são só muçulmanos que estão morrendo. Aliás, os árabes não são um única religião, existem árabes católicos, ateus e até mesmo judeus. O que o estado de Israel está fazendo é desumano. Mais desumano que o holocausto, mais duradouro que o holocausto, mais pertinente que o holocausto, pois hoje em dia todo o mundo pode ver com os próprios olhos e MESMO assim, poucos reagem. Óbvio que a guerra tem dois lados e muitos judeus morrem também. Mas a proporção é absurda. A cada bomba lançada sobre Israel, 30 são devolvidas para Gaza. Dizem que três adolescentes judeus morreram... E as 14 CRIANÇAS que perderam a chance de ter uma vida longa em Gaza? O que é Gaza, você deve estar se perguntando... Eu vi com meus próprios olhos. Não, não é uma favela, mas se você, brasileiro, já viu um conjunto habitacional (moradia popular), é isso. Imagina você ser tirado do conforto da sua casa, do seu emprego, dos seus pertences e ser jogado num quarto com mais oito pessoas e viver no medo iminente de um ataque, sem poder sair deste lugar, pois o seu passaporte está para sempre condenado. Isso é o que os judeus fizeram em 1948. Isso é o que eu aprendi porque eu abri meus olhos. Nas aulas de cultura judaica na escola eu só ouvia como somos, nós judeus, vítimas do mundo, vítimas do nazismo, do terrorismo e, por isso, temos o direito de fazer pior. Tenho muitos amigos judeus, mas cada vez tenho menos. Cada vez que um deles posta um heil Israel no Facebook ou qualquer coisa dizendo "matem os árabes", eu tenho um amigo a menos. Se vocês já assistiram o filme A Onda, é EXATAMENTE isso que o governo israelense faz com seus jovens. Já tive treinamento militar israelense, sei como funciona toda a lavagem cerebral e até entendo porque funciona, afinal, somos pobres vítimas. Tenho vergonha de dizer que sou judia em locais públicos. Tenho vergonha do meu passaporte israelense e tenho vergonha dessa cidadania. Fugi desse país, apesar de amar aquela terra. Prefiro dizer que sou brasileira e, neste momento em que todo mundo está com vergonha do Brasil por causa de futebol, eu nunca me senti tão bem em ser brasileira. Enquanto os outros velam a Copa do Mundo, eu levanto a minha bandeira de "eu não pertenço a Israel". Eu espero que a mídia faça um trabalho melhor deste dia em diante. Chega de apoiar um estado que não é nosso e sim de TODOS. Estamos no século XXI e não na idade média, aprendemos a dividir, logo, chega de conquistar. A maior conquista é a boa coexistência.

5 comentários:

Canal do Cocô disse...

Primeira parte:

Carta aberta a Deborah Cattani
Sou judeu, nascí e crescí no Brasil, tive educação judaica até os dias de hoje, pois estou vivo e por estar vivo, continuo sendo educado por todas as experiencias que tenho. Eu vivo desde os 20 anos em Israel. Apos 8 anos aqui, posso me considerar, com muito orgulho, Israelense. Sou formado em Governo Diplomacia e estratégia e tenho Mestrado em Contra terrorismo , Segurança Nacional e Oriente Médio, portanto eu também não sou alienado. Muito pelo contrario, acredito que você precisa escutar algumas palavras para poder refletir sozinha pelas mentiras e difamações que você fez ao povo judeu e a Israel.
Muitos povos do mundo, durante toda a história da humanidade, perseguiram, expulsaram e mataram os judeus. Porêm o povo judeu recusou-se veementemente em ensinar seus filhos ao ódio e a descriminação. Isto pode ser visto nas exelentes escolas judaicas no mundo todo, que tendem ao mais altos rankings de classificação bem como no exelente sistema de ensino de Israel e mais ainda nas Universidades de ponta que o Pais tem. Israel foi fundado após décadas de colonização que judeus fizeram na terra de Israel, e sua independencia veio em 1948. Durante os 66 anos da existencia de Israel, todas as religiões sempre tiveram e sempre terão liberade de culto, o que coloca Israel na unica nação do Oriente Médio onde cristãos não tem medo de praticarem sua crença. Israel, ao contrario do que você disse, aceita e protege todas as minorias e todas as religiões, e mais que isso, não exsitem em Israel nenhum grupo ou fenomêno que coloque em risco a pratica de culto de alguma religião no País. Jerusalém, ao contrario do que você disse não é uma cidade Laica como outras cidades em Israel, Jerusalém é uma cidade moderna e conservadora, onde Judeus, Mulsumanos e Cristãos moram há milhares de anos, e após Israel unir o lado Oriental e Ocidental da cidade após a guerra de 1967, todos os cidadãos da cidade tiveram livre acesso aos lugares sagrados de culto, o que por sua vez não ocorria quando a cidade estava dividida e a parte antiga junto com a parte Oriental estavam sob dominio Jordaniano.

Canal do Cocô disse...

Segunda Parte

Existem varias cidades muito mais laicas do que Jerusalém, e Tel Aviv é uma delas. Não sei aonde você estudou ou leu e principalmente quem te ensinou, porém sua afirmção de que um Holocausto esta sendo feito em Gaza não basta de uma ignorância de baixo nivel e uma tremenda amnésia histórica. Porém em duas linhas lhe vou esclarecer este ponto também: Israel começou a controlar os territorios palestinos após a vitoria na guerra dos 6 dias. Antes a Cisjordania era controlada pela Jordania e a Faixa de Gaza pelo Egito. Israel tem entrado em negociações para dar aos Palestinos autonomia e independencia desde 1993.Tenho certeza que a maioria dos judeus do mundo bem como a maioria da população Israelense quer negociar com os palestinos, quer chegar a um acordo para o fim definitivo do conflito no qual Israel e Palestina viverão em Paz e segunraça lado a lado. Para que essas negociações possam continuar, um dos requisitos é negociar com autoridades palestinas que representem o povo palestino e não metade dele, e que os outros lideres palestinos reconheçam a existência de Israel. Não acho que é isso o que o Hamas quer.
Não há Holocausto algum acontecendo em nenhum lugar nos territorios palestinos e milhares de jornalistas como você, foram a Faixa de Gaza nos ultimos anos, você pode confimar com eles se estou mentindo. Israel bloqueia a Faixa de Gaza pois o groupo terrorista Hamas controla a força aquele território, e atira foguetes em Israel. Isto você tambem esqueceu? Desde 2001, mais de 8000 foguetes de inumeros tamanhos foram atirados contra cidades israelenses , com a unica intenção de atingir civis. O sistema educacional do Hamas educa as crianças de Gaza ao ódio aos judeus, e o estatuto do Hamas prega a destruição de Israel e o estabelecimento de um Pais Islamico no lugar. Com certeza não democrático. Não fale em proporção por favor. Como jornalista, você precisa saber que proporção em uma guerra assimetrica não existe. Pois enquanto Israel investe milhões em abrigos subterrâneos para a população civil, milhões em um sistema anti-misseis muito eficiente e milhões em minimizar os efeitos colateriais aos civis em Gaza, o Hamas se esconde atrás dos própios civis de Gaza, e seus abrigos subterraneos são usados para esconder os seus foguetes e Armas, não para proteger os civis. Enquanto Israel tenta minimizar a morte de civis em Gaza, que infelizmente acontecem, o Hamas usa seus civis como escudo e tenta , a qualquer custo, aumentar o numero de mortos civis em Israel , atacando de proposito cidades onde moram 4.5 milhões de pessoas. Não temos culpa de que nossos sitemas de defesa são tão eficientes e que nosso País se preocupa com a vida, enquanto o Hamas se preocupa em levar cidadãos aos telhados para evitar os ataques de Israel. Até eles mesmos sabem que os civis nos telhados vão evitar os ataques de Israel, e você me fala de Holocausto? Em ataques proporcionais? Você ja parou para pensar se Israel respondesse exatamente igual ao Hamas, jogando foguetes que não tem precisão alguma contra a Faixa de Gaza, o que aconteceria?

Canal do Cocô disse...

Terceira parte

Nós somos um pais, e este pais que se chama Israel, tem um Exercito moral e ético, possuimos uma Força Aérea eficiente e eficaz, que não joga bombas em Gaza, são misseis guiados que tem como objetivo atingir alvos do Hamas e outros grupos terroristas. A Vida é importante, e com certeza civis morreram. Israel investiga como sempre investigou , possiveis erros. Porem as intenções dos envolvidos neste conflito são bem diferentes. Sua comparação é mais uma vez uma ignorancia para com os fatos e para com a realidade.
Os Palestinos vivem por centenas de anos em Gaza, e as pessoas que moram lá não foram transferidas ou postas la de proposito. Gaza era um lugar promissor há 60 anos. Gaza tem fronteira com o Egito e ela pode ser aberta e fechada de acordo com as decisões do Egito. Israel tem o direito de deixar a fronteira de Gaza com Israel aberta ou fechada. É de direito do pais que sofre ataques de grupos terroristas ha decadas não querer ter fronteiras abertas com este territorio, e isto é um direito, não um crime. O bloqueio que Israel impõem a Gaza veio em resposta ao terrorismo e não ao contrario. Se Gaza é mal desenvolvida isso é de responsabilidade dos governantes de Gaza, como o Hamas. Pergunte ao Hamas onde ele investe os milhões de dolares que chagam todos os meses da ONU e outros países do mundo todo para ajudar o desenvolvimento da economia Palestina. Você vai encontrar fatos mostrando que muito desse dinheiro nunca chegou a benefíciar o povo palestino, porém sim ao beneficio unico do Hamas. Com essas verbas desviadas eles pagam salários aos seus membros, compram armas e investem milhões em construção de tuneis ilegais que ligam Gaza ao egito e Gaza a Israel, como o unico proposito de traficar armas, e sequestrar soldados ou cidadãos de Israel. Gaza parece um suburbio para você, envie uma carta ao Hamas reclamando.
Como moradores de paises democraticos, Judeus tanto do Brasil e Israel falam por si e não representam uma opinião geral e única. Se você tem amigos judeus que falam e pensam frases racistas, eles não representam o povo Judeu.
O povo judeu é talvez o povo mais paciênte do mundo. Não vimos judeus fazendo atentados contra a Alemanha após o fim da segunda guerra, e após sofrermos atentados durante toda a historia de Israel, dentro e fora do país , Isarel sempre mostrou uma incrível paciência e disposição de negociar com seus inimigos. Todos os governos de Israel negociaram e fizeram compromissos altíssimos para poder receber reconhecimento de seus vizinhos.

Canal do Cocô disse...

Quarta parte

Por fim, não sei que treinamento militar Israelense você teve, e gostaria até de saber, pois como soldado de reserva da Inteligencia da Força Aérea de Israel, me parece muito estranho tudo que você acusou injustamente meu pais e o exercito no qual faço parte. Se você não concorda com a politica de Israel, ou do atual governo, você pode protestar como eu também protestei quando vejo algo que não concordo. Israel é um pais democratico , com uma livre imprensa uma sociedade vibrante e livre, e separação de poder legislativo, judiciario e executivo. Nenhuma ONDA ou lavagem cerebral ocorreram ou ocorreram neste País, que tem mais liberdade de criticar o Governo ou a Policia ou quem quer que seja do que muitos outros paises democráticos. O exercito de Israel tem estritas regras de conduta e os seus infratores são julgados e punidos.
Deborah, se você tem vergonha do passaporte de Israel, então por favor tambem tenha vergonha de todos os produtos que Israel produz, e pare de usar-los, incluindo seu propio computador. Se você tem vergonha de ser Judia, lhe aconcelho que você apague seu Facebook pois ele foi criado por um Judeu que uniu bilhões de pessoas do mundo todo.
Acredito na liberade de expressão, e espero que você reflita muito bem sobre as acusações sem fundamento e mentirar que você difama. Porém o que mais me impressiona é o fato de você não saber diferenciar suas opiniões politicas com fatos e mitos que ocorreram e ocorrem aqui. Israel é um pais lindo, democratico e que almeja a paz com seus vizinhos mais que tudo.
Se você tem vergonha de ser judia e Israelense, peço a você que se informe antes de acusar e tentar sujar a história e os fatos em nome de um povo e em nome de um País. Assim como muitos, eu me colocarei contra qualquer tentativa que qualquer pessoa tenha de difamar e mentir em relação ao meu povo e em relação ao meu pais.
André Lajst
Tel Aviv
Israel

Mauricio disse...

Sou Brasileiro, cristão ecumênico, criado nessa bagunça que é o Brasil e concordo plenamente com a Deborah, hoje em nome de expulsar os terroristas, os Israelenses, apoiados incondicionalmente pelos EUA, promove genocídio, infanticídio e outras atrocidades de guerra.

Assim como os Nazis foram julgados o Holocausto em Aya, líderes de governos, e chefes das forças armadas de Israel de do Hamas vão também ser julgados daqui a 20 ou 30 anos.

Para que investir tantos milhões em tecnologia de defesa e matar civis palestinos, pq tantas opções tecnológicas se esse exército Israelense não consegue ser cirúrgico, se quisesse seria!!
Os foguetes, do Hamas, são fornecidos provavelmente por aliados dos EUA e Israel, com todo o território cercado, com todos os milhares de milhões de dólares em tecnologia e inteligência, como podem entrar armamentos em Gaza ou cisjordânia? Não passam pessoas, não passam agulhas pelas fronteiras de controle Israelense, mas foguetes passam, estranho não???

Algumas coisas que não entendo:
kd a Liga Árabe? Olhas os irmão morrendo.
O ódio dos palestinos contra os Israelenses é sem motivo mesmo?
Antes do estado de Israel, havia paz na região.
Porque o mundo civilizado se abstêm?

Isso acontece pq guerra dá dinheiro, pq ajuda humanitária dá dinheiro, pq vender segurança e remédios dão dinheiro.

Enquanto uns "lutam" pela paz outros com muito mais poder alimentam a guerra.

O Hames hj é um grupo extremista que não respeita ou defende o próprio povo, o Hamas vive em função do ódio e do amor à guerra.

Israel, com base na auto defesa, promove um genocídio.

Assim como portugueses e espanhóis fizeram um genocídio para expulsar os índios de suas terras aqui nas Américas.

Essa e outras guerras em andamento no planeta só servem para nos mostrar, que podemos ter super computadores, podemos ser sistemas incríveis, podemo ter quase que em mãos a cura da AIDS e do Câncer, mas no fundo somos medíocres, Seres Humanos medíocres, TODOS de forma generalizada.

No mundo inteiro o cheiro de sangue e pólvora prevalece no ar, nas diárias lutas entre oprimidos e opressores.