SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Tu não podes comprar o sol, tu não podes comprar a chuva. Tu não podes comprar minha vida

Vi no Universae e me emocionei
(na minha idade isso é um perigo)

2 comentários:

Polaco Doido disse...

Arrepiou legal!

Valeu!

Hagar disse...

pqp cara...eu não sou muito de dar pitaco, mas...pÔ...este vídeo é pracabá!!! Obrigado por tirar do armário....
me recuerdo das boas e velhas K-7 com as canções da queda do Allende...não passarão!!!valeu!!!