SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Mais patifaria religiosa: Câmara pode garantir direito de igrejas recusarem gays


Projeto de Lei da Câmara permite que igrejas neguem 
entrada de pessoas homossexuais

Washington Reis pretende ser candidato a Prefeitura de Duque de Caxias na Baixada Fluminense

Está em tramitação na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1411/11, de autoria do deputado federal Washington Reis (PMDB-RJ). O texto estabelece que não é crime a recusa, por parte de clérigos de templos religiosos, de efetuar casamento em desacordo com suas crenças – incluindo-se aí a união entre pessoas do mesmo sexo. O mesmo projeto garante ainda às igrejas o direito de não permitir pessoas homossexuais em suas celebrações como missas e cultos.

O deputado alega que a prática homossexual é vista em muitas doutrinas religiosas como algo que não pode ser aceito, daí o direito dessas mesmas doutrinas não quererem pessoas com essas práticas em seus espaços. Segundo o parlamentar, o objetivo da proposta garantir às organizações religiosas "o direito de liberdade de manifestação”.

“Não obstante o direito que assiste às minorias, na legítima promoção do combate a toda e qualquer forma de discriminação, há que se fazê-lo sem infringir outros direitos e garantias constitucionais e sem prejudicar princípios igualmente constitucionais”, argumenta Washington, que terá sua proposta, de caráter conclusivo, terá de ser analisada pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
O projeto dele acrescenta dispositivo à Lei 7.716/89, que define os crimes resultantes de preconceito e atualmente diz que praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional é crime, sujeito à pena de reclusão de um a três anos e multa.
 
----------xxxxxxxxxx---------- 
 
E querem que eu respeite religiões!  
 
No que me diz respeito, declaro que este pulha federal, Washington Reis, não passa de um completo e acabado filho-da-puta, ele e quantos outros pulhas federais apóiem esta imundície. De outra banda, espero que meu menino Jean, que resolveu viver sua sexualidade abertamente, jamais entre numa igreja de merda qualquer: nenhum lugar que o discrimine e ameace pode merecer sua atenção e respeito. Essa tropa de LGBT-fóbicos que trate de enfiar, e sem cuspe, sua fé religiosa obtusa precisamente no meio dos seus rabos intolerantes, perigosos e letais. Tenho completo, definitivo e transbordante nojo dessa gente abjeta. Será que são incapazes de perceber que a intolerância e o ódio vomitados em nome de um deus inexistente coloca a vida do meu filho em evidente risco? Será que não entendem que meu filho estuda, trabalha, e é sem tirar nem por, um jovem igualzinho a qualquer outro, que quer apenas viver sua vida e ser feliz? Como podem afirmar que ele é uma ameaça ou uma abominação? Como podem proclamar que vocês são titulares do "direito" de humilhar e de constranger meu filho e, ainda mais, de legitimar socialmente as mortes e a violência praticadas contra o povo LGBT? É claro que não entendem, nunca entenderão e isso me obriga, como pai, a defender meu filho e minha família da ameaça representada pela intolerância religiosa. Comigo, bando de cagões em cristo, a LGBT-fobia será tratada é no cacete! Não dou a outra face porra nenhuma, não perdôo, não relevo, não esqueço. Tenho nojo de vocês todos, repito. Nojo infinito!

5 comentários:

Gabriel Antonio disse...

Fantástica resenha!
Esses filhos de desgostosas putas perderam à tempos a noção de respeito e cordialidade e mesmo sendo completos e espalhafatosos boçais, esses porcos são endeusados por grande parte da população brasileira, que ignora a dor da LGBT e vira as costas para um seguimento que está em constante evidência, pela qual tanto lutamos.

PAULO R. CEQUINEL disse...

Filhos de desgostosas putas é demais. Solicito sua autorização para usar a expressão por aqui.
Grande abraço.

Juventude PT Antonina disse...

Homossexual não é Humano para esse bando de demagogos de merda. Quantos foram os mortos pela igreja nas suas romarias em nome de Deus, e esses pastores ladrões fanáticos pelo dinheiro do pobre. Não generalizo a todos pois indiferente da religião temos que mostrar nosso valor como ser vivo que somos, mas estes bostas extremistas acham que vão entrar no reino...
só para lembrar a estes canalhas o Médico Cientista que féis os maiores avanços e descobertas de luta contra o câncer e GAY, tentem salvar vidas da forma certa seus doentes imorais.

Jennifer Hills disse...

A igreja de verdade, pelo menos a que eu frequento, não quer distancia dos gays, e sim que eles venham andar conosco. Igreja que diz não pro gay esta indo contra a palavra da bíblia. Não digo que sou a favor do homossexualismo, a pratica é condenada como pecado, mas o homossexual pode sim frequentar a igreja, queremos que ele encontre Deus, só Deus pode exigir que ele mude em algum aspecto, e isso não diz respeito a preconceito humano, diz respeito as leis de Deus, que Deus inclusive trata com cada um no seu interior, Deus não expõe ninguém, as pessoas que por falta de sabedoria se expõem ou expõem outras pessoas que se permitem ser expostas.

PAULO R. CEQUINEL disse...

Bom dia, Jennifer Hills.

Aguarde um momento, sua ligação é muito importante para as Organizações Ornitorrinco.

Nenhum dos milhares de deuses existe, a começar pelo deus cristão, um patifão esfumaçado que vive nas nuvens e, como é próprio, nos cérebros desidratados da maioria dos seus seguidores.

Adoro discurso religioso-LGBTT fóbico por que sempre começa com o chavão clássico: "eu não sou contra os gays, blá-blá-blá...".

E não quero saber de leis de um inexistente patifão barbudo. Aqui o que vale é a Constituição Federal, querida amiguinha do calhorda do Silas Malafaia.

Búúúúúú, obtusa em cristo!