SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Os tenebrosos porões da arapongagem petista


O Ornitorrinco estupefacto, pasmado e sinceramente preocupado com o que viu nos porões da maldade petista

Desde que Denilson Pestana (Antonina Nossa Cidade, link na Mixórdia) publicou, em 26/10, a denúncia sobre a inominável infiltração, por parte do PT paulista, de dois espiões na Campanha Dilma, o Ornitorrinco passou a interessar-se pelo assunto.

Depois de pesquisar aqui, telefonar pra lá, bisbilhotar numas frestinhas acolá e meter o bedelho logo ali, eis os resultados do que descobrimos ser uma verdadeira KGB do petismo abortivo e araponguento.

O começo de tudo
Com a eleição do mefistofélico ZéDirceu para a presidência, o PT implanta o seu Núcleo Nojento de Espionagem e Operações Sujas Diversas – o NuNojen - naturalmente de forma totalmente secreta. Todos as atividades relacionadas ao NuNojen eram discutidas e decididas por um restrito núcleo de petistas de São Paulo.

A idéia central era garantir que a paulistada mantivesse completo controle sobre o partido, em todos os estados, de modo a garantir que ZéDirceu viesse a ser o “candidato natural” em 2002.

A partir de 1991 centenas de militantes foram enviados para treinamento nas academias de espionagem da Coréia do Norte, de Cuba, do Irã e dos Gaviões da Fiel, retornando totalmente fanatizados ideologicamente e capazes de cumprir qualquer tarefa ou missão suja que a cúpula paulista determinasse, inclusive peidar em elevadores, assustar freirinhas e, a que ponto chega a maldade petista, provocar abortos com a simples utilização da força da mente.

A espionagem em Antonina
A primeira operação de vulto foi realizada em Antonina, a partir de 1995 e foi denominada Operação Siri Mole.

Naquele ano desembarcou na cidade um sujeito estranho, que adquiriu uma propriedade e se instalou no bairro do Batel.
O estranho criador de ornitorrincos preparando-se para dormir
Após período de reconhecimento da situação, o estranho, que declarava ser mero 'criador de ornitorrincos', aproxima-se do Partido e passa a trabalhar na campanha de Eduardo Bó Prefeito, isso já em 1996. 

Cumprindo com cega determinação as ordens vindas do politburo paulista, o nojento espião tinha como objetivo estratégico impedir a vitória de EB que, se ganhasse, faria a mais incrível administração municipal que jamais poderia ter sido feita em qualquer lugar do Brasil e, de modo inevitável, seria o grande nome do PT para a disputa presidencial em 2002. Isso, os paulistas e Lula não poderiam permitir de maneira nenhuma.

Apesar de ter feito tudo o que podia para tumultuar o pleito, o espião não conseguiu impedir que exatos 5.142 eleitores votassem em EB, tendo sido obrigado a lançar mão de um dos expedientes mais sujos do vasto arsenal petista-abortivo-araponguento, adulterando o boletim oficial e consolidado de votação da Comarca. 

Com uma tinta especialmente preparada na União Soviética, o espião apagou o número 2 de 5.142, de modo que o TRE registrou que EB teve 514 votos, o que foi oficializado posteriormente, para alegria do petismo paulista e de Lula, especialmente de Lula.

A fumaça branca informava à central paulista que a missão em Antonina estava integralmente cumprida
Outras ações de espionagem do petismo ateu
Com o sucesso da ação secreta de Antonina, ZéDirceu decidiu espionar o partido em todos os estados, enviando agentes para cada seção estadual do Partido, além de organizar inúmeras outras missões diversionistas e divertidas, incluindo o ataque com a agora famosa bolinha de papel. Vejam alguns flagrantes da ação comuno-abortiva-araponguenta desta petezada sem pudor, sem limites e, oh, sem bondade humana no coração.

Bob Marley e Heloísa Helena momentos antes do embarque para o Rio Grande do Sul, onde cumprirão tarefas de espionagem, sacanagem, derrapagem e recapagem junto ao governador Tarso Genro
Em São Paulo, engenheiro-espião petista deliberadamente errou os cálculos e o poste acabou atrasando as obras do Rodoanel em quase dois anos
Agente infiltrado na campanha serrista descolou a sola do sapato de FHC, desmoralizando-o e impedindo a vitória de serra, o patife, no 2º turno
Um dos mais eficientes e bonitões matadores de aluguel do petismo ensandecido. Só em Santo André ele já despachou 43 dos nossos inimigos e 13 simpatizantes menos sinceros
Equipamento norte-coreano de última geração para transmissão radiofônica, eletrônica, elétrica e magnética
Ação inteiramente intestinal de certo blogueiro acabou por paralisar o funcionamento correto e cristão dos blogs limpinhos e cheirosos de Antonina

2 comentários:

Paulo e Sonia disse...

Que bom que vc voltou!

PAULO R. CEQUINEL disse...

Este comentário é suspeito, parece coisa dos porões da espionagem petista. Quem seria "Paulo Sônia"? Uma pessoa com problemas para definir sua orientação sexual? Algum maluco que durante o dia torce pelo Paraná e nas noites tropicais roda bolsinha pelo glorioso Coxa? Alguma espécie de transexual político, que nasceu num corpo de propensões direitistas mas sente-se claramente atraído por esquerdistas?
Nosso Departamento de Pesquisa de Comentários Perigosos está a cuidar do assunto.
De todo modo, os internautas mais distraídos devem manter-se prudentemente afastados dessa insólita mensagem.
PAULO ROBERTO SAMANTHA CEQUINEL
DEPARTAMENTO DE PESQUISA DE COMENTÁRIOS PERIGOSOS