SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

As religiões e a homossexualidade.

Não é apenas Um Garoto Diferente: é afiadíssimo!

 Farei um texto rápido e curto sobre a como a homossexualidade é vista em algumas das várias matadouros de neurônios religiões:

Budismo
No budismo as relações pessoais são consideradas privadas e não interferem nas boas ações e intenções, que são o que interessam. Desde que sejam produtivas e positivas para ambas as partes, todo o tipo de relação é aceita, seja ela homo ou heterossexual.
Catolicismo
A posição da igreja católica com relação à homossexualidade é no mínimo hipócrita (Ah vá?!); Segundo o catolicismo é "normal" a orientação sexual homossexual, porém, é condenada ao fogo do inferno toda pessoa homossexual que praticar a homossexualidade, pois essa está ferindo as ordens de deus. Ou seja: Você pode ser gay, você só não pode fazer sexo com pessoas do mesmo sexo, nunca, jamais! Quer dizer, você até pode, mas você vai queimar no inferno por toda a eternidade. A escolha é sua, tens o livre arbítrio, não é?
Religiões Afro
As religiões Afro não estabelecem essa regra de "certo e errado", para elas, a homossexualidade é uma opção individual e não compete as religiões estigmatizar comportamentos.
Espiritismo
O espiritismo não é a favor nem contra as práticas homossexuais, ela se posiciona neutralmente.
Evangélicos
Os evangélicos não têm uma visão definida sobre a homossexualidade, pois isso depende muito do pensamento de um grupo. Sabe-se que existem pouquíssimos grupos evangélicos que aceitem a homossexualidade, a maioria deles julga a homossexualidade como uma doença mental, espiritual, uma abominação aos olhos de deus.
Hare Krishnas 
Para essa religião, a homossexualidade se deve ao karma de quem, na outra encarnação foi muito apegado a sua sexualidade e, por isso, em outra vida veio com o sexo oposto mas com a mentalidade do sexo anterior. Entenderam?
Islamismo
Existe um acordo no islamismo que afirma a naturalidade única da heterossexualidade. Porém há ramificações como a dos Hanabalitas, que consideram a homossexualidade um desvio grave e passível de punição
física severa. Sim, essa punição, em muitos casos pode ser até mesmo a morte.
Judaísmo
O judaísmo vê como uma grave desobediência à Torá, e não aceita a homossexualidade, pois segundo eles, o corpo humano é "feito" para relações heterossexuais e consequentemente para reprodução apenas.
Seicho-No-Ie
Não se posiciona nem favorável nem contra a homossexualidade, mas seus praticantes devem buscar a perfeição interior, isso inclui apresentar as características comportamentais e físicas "naturais" do sexo com que nasceram.

Minha opinião.
É incrível como 
todas essas religiões veem a homossexualidade apenas como prática sexual, nenhuma delas enxerga a homoafetividade, a dependência emocional e o amor que há nas relações homossexuais. Falta as religiões ver o amor entre as pessoas, até isso acontecer, mulheres serão máquinas de produção de crianças e de amplificação da miséria, enquanto homens terão o poder e a decisão sobre tudo e todos.
 As religiões
sempre vão nos dar restrições, sempre vão nos proibir de saber de algo, sempre vão nos vetar pensamentos e ideias.
Seja um livre pensador, haja por si mesmo.
Sou ateu e sou feliz assim, não condeno a sua fé, é um direito de cada um crer no que quiser, mas quando você levanta da cama e sai de casa todo domingo de manhã para ouvir que vai pro inferno, é hora de repensar seus conceitos de salvação, deus e crenças.


----------xxxxxxxxxx---------- 

O Ornitorrinco Ateu e Fiadaputa pede a palavra para dizer que descobriu este blog hoje, e o considera pra lá de legal, especialmente porque o garoto diferente trata a LGBT-fobia exata e precisamente como eu, a pontapés, ainda que metafóricos. Recomendo uma visitinha diária. Vale a pena mesmo.

4 comentários:

Gabriel Antonio disse...

Paulo, olá! Meu nome é Gabriel Antonio, dono do blog "Um garoto diferente."
Não sei como agradecer à sua ajuda e o seu apoio! Será um imenso prazer, para mim ajudar a divulgar esse maravilhoso blog que acabo de conhecer e amar!
Seu filho é um garoto de sorte que, além de ter um pai racional e livre, tem também um pai livre da homofobia, o que é extremamente valoroso!
Mais uma vez agradeço o apoio do caralho que você está me dando!
Parabéns pelo blog! Abraços! Feliz 2012!

Jean disse...

Olaaa meu queridoooo
Td bom?????
Muitoo bom esse texto do Um garoto diferente, fico feliz em tem esse post no seu blog
Prazer me chamo Jean, sou namorado do famoso Ator desse maravilhoso blog
Um garoto diferente

Caso você deseje aqui em baixo está o meu link do meu blog, escrevo poesias e se gostar volte sempre
Abraços

http://jewpoesias.blogspot.com/

PAULO R. CEQUINEL disse...

Prezados (novos) amigos Gabriel e Jean:

1. Considerem-me parceiro da luta contra a intolerância e a violência endêmica que, no mais das vezes tendo como origem a obtusidade religiosa, resulta na morte de um brasileiro LGBT a cada 36 horas, até porque tenho o dever de amar e proteger meu menino que, coincidentemente também se chama Jean.
2. Amem-se muito vocês dois porque qualquer maneira de amar vale a pena mas, como é próprio, cuidem-se.
3. Os boçais da "normalidade" não suportam quem seja diferente.

...iris... disse...

tá errado. já vi espírita dizendo que o homossexual veio nessa encarnação desse jeito por causa de carma de vida passada, veio pra sofrer porque sofrer faz a alma melhorar. terapeuta faz alma melhorar, sofrer não faz.